Blog

Baleia-franca semi-albina e grupo de acasalamento são registrados em Florianópolis

Postado por:

Segundo os pesquisadores do Instituto Australis, o registro é inédito para a região

Release divulgado em 26/8/2019

Imagens: Eduardo Salgado / Instituto Australis

Na tarde deste domingo (25/08), uma baleia franca semi-albina adulta foi avistada por moradores no Morro das Pedras em Florianópolis. O primeiro registro foi feito a partir da costa, por Heloisa Bentes, que avistou a baleia um pouco distante, e em seguida Gabriela Zimmer enviou fotos, confirmando se tratar da baleia semi-albina. Trata-se do primeiro registro de baleia semi-albina na temporada 2019. Próximo a esta baleia haviam outras baleias adultas. O cinegrafista Eduardo Salgado, parceiro do Instituto Australis, conseguiu fazer o registro com imagens aéreas. No momento do vídeo, um comportamento de “corte” que antecede o acasalamento das baleias franca, foi registrado. Segundo a Diretora de Pesquisa do Instituto Australis, Karina Groch, grupos de baleias adultas em comportamento de acasalamento tem sido pouco avistados nos últimos anos em Santa Catarina, caracterizando a região principalmente como local de nascimento e cria dos filhotes. No entanto no vídeo é possível observar as baleias interagindo em grande intensidade, em um comportamento típico pré-acalasamento. Além disso, é possível observar a baleia semi-albina sendo perseguida pelas outras baleias, o que nos indica quer pode se tratar da fêmea deste grupo. Segundo Eduardo Renault, Coordenador de Pesquisa do IA, as baleias semi-albinas geralmente são macho, uma característica genética de baleias com esta coloração, mas indivíduos fêmea podem ocorrer, e há pelo menos duas ocorrências de baleias semi-albinas fêmeas, uma na Argentina e outra na África do Sul.  No entanto, ainda não há como saber o sexo da baleia semi-albina do grupo registrado no Morro das Pedras.

A temporada reprodutiva das baleias franca vai de Julho a Novembro, e está chegando ao auge, setembro, que é o mês de maior ocorrência dos animais na região. O Instituto Australis realiza o monitoramento diário a partir de pontos fixos ao longo da APA da Baleia Franca, desde a praia da Gamboa até o Cabo de Santa Marta, além do Balneário Morro dos Conventos. Na última semana 36 baleias chegaram a ser contabilizadas no mesmo dia nos pontos monitorados. Nos últimos dias também foram registradas baleias-francas em Torres (RS), no litoral de São Paulo, no Rio de Janeiro, e segundo o Instituto Baleia Jubarte, houve um registro na Bahia.

O próximo sobrevoo de monitoramento e fotoidentificação das baleias- francas em Santa Catarina será realizado em setembro, como parte do Plano de Controle Ambiental do Porto de Imbituba/SCPar. Este será o principal sobrevoo da temporada, após o que poderemos saber o número total de baleias que vieram a Santa Catarina na temporada 2019.

O Instituto Australis coordena o Programa de Pesquisa e Conservação da Baleia Franca Austral, criado em 1982, quando foi confirmado o retorno da espécie à Santa Catarina, e mantém o banco de dados com o Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação que contém mais de 1000 baleias catalogadas!

Avistou uma baleia? Nos avise! No nosso site você pode contribuir com sua informação e fotos, além de acompanhar as avistagens registradas!  http://baleiafranca.org.br/avistagens

Acompanhe as novidades também através das nossas redes sociais @institutoaustralis !

0
  Postagens Relacionadas
  • No related posts found.

Adicione um Comentário